Caminhada pela Educação.

Jorge Pinto com saudades da Ditadura Militar

O secretário municipal da Educação de Macau comprovou uma vez mais que nunca esteve preparado para exercer o cargo. Num ato de extremo autoritarismo, Jorge Pinto, feito um ditador, cancelou a primeira reunião da Comissão de Reformulação do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração dos profissionais do magistério da rede pública municipal de Macau, que aconteceria na tarde de ontem 28/07/2009 na sede da SME.
Trocando os pés pelas mãos, Pinto, arbitrariamente, sem que tivesse direito dessa prerrogativa, através de ligações telefônicas, determinou que a reunião estava cancelada. O mais alarmante a história é que o senhor Pinto sequer faz parte da Comissão homologada pelo chefe do executivo municipal, fazendo assim com que o seu disparate comprove uma vez mais o seu despreparo para o exercício de uma função tão importante da administração de Macau.
Alegando que os professores estavam em greve, Pinto tentou justificar o seu ato desvairado e autoritário dizendo que “esta seria uma forma de as partes – professores e administração municipal – se entenderem para a finalização do movimento grevista”. Esqueceu o senhor secretário que a Comissão, a partir do instante em que foi homologada pelo prefeito, torna-se um ente independente das vontades e caprichos mesquinhos dele. Não é de hoje que a população de Macau reconhece o fato gritante de que Jorge Pinto “não entende do traçado”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: